Fábio Costa / Filipa Delgado / Sérgio Pinheiro / Soraia Gomes

Sexta-feira, 06 de Fevereiro de 2009

               Depois de tantas Crónicas escritas acho que continua a faltar-nos algo. Houve comediantes que nos deram umas dicas, vimos os seus vídeos e mesmo assim não temos piada. No final deste ano temos de ter um trabalho, ou seja, estamos a trabalhar para ter piada mas não temos. Desde que a piada não conte para a nota, estamos nós bem, mas mesmos assim, falta-nos algo.

                Já sei, ainda não nos apresentamos devidamente às poucas pessoas que lêem o nosso blog. Eu sei que somos uns míseros alunos de uma escola que vai a baixo. Daqui a uns anos no local onde era a escola haverá um batatal, e quando passarmos lá com os nossos filhos vamos dizer :
– Olhem, andei nesta escola.
- O quê papá?! Numa horta?
-Sim, estás a ver aquela zona das couves? Tinha lá Português!
                Deixando de ser parvo, coisa que poucas vezes consigo, vou fazer a apresentação de cada elemento do grupo. Começo pelas raparigas, a Filipa, ela gosta que a chamem de “Pips” e não sabe porque anda aqui, todos nós lhe dizemos que daqui a uns anos vai estar a lavar escadas, mas ela insiste em querer ser pintora, coisa que não traz futuro a ninguém. (Vai estar a pintar eléctricos na baixa Lisboeta). À e não esquecer que é o porquinho da Índia do grupo.
                Agora a Soraia, é a única do grupo que tem positiva a Português, que tosca, pois, é que só eu e o Sérgio é que escrevemos coisas, mesmo não tendo piada. Depois quer seguir arquitectura, ahahahah. Tem um coelho extremamente fofo, de seu nome Artur , há de  chegar a altura em que ele vai para a frigideira! É a Sósó.
                Passemos aos rapazes, o Sérgio, o viciado em Animé do grupo, vê-as todas. Agora também é viciado em matraquilhos.  Quer seguir arquitectura.  Ah! Tem a mania que é judoca e que sabe dançar (mas não sabe, é verdade, não sabe mesmo), com aquele andar à palhaço, não sei onde é que vai parar...
                E por fim chego eu, não queria gozar comigo. Quero seguir arquitectura, tenho a alcunha da minha caturra, Becas. Riu-me de uma forma muita estranha e estúpida, chegando por vezes a ficar com falta de ar, quase a morrer. Faço sons estranhos. (Quem gozou comigo foram os restantes membros do grupo).Sou o Becas!

 

publicado por FFSS às 10:36

De magui a 13 de Fevereiro de 2009 às 08:10
eu gostei deste post :)


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Últ. comentários
eu gostei deste post :)
arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro